A Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), em colaboração com o Instituto Alemão de Estudos Avançados de Sustentabilidade (IASS) e o Think Tank Indonésio de Sustentabilidade e Resiliência (su-re.co), divulgou o relatório “Accelerating Clean Energy through Industry 4.0: Manufacturing the Next Revolution”.

 

O relatório explora o papel da Indústria 4.0 na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDG), em especial o seu potencial para acelerar a transição global para a energia sustentável.

No relatório são identificadas duas vias para a transição: a adaptação dos sistemas existentes para melhorar a eficiência energética em países desenvolvidos (“transforming”); e a industrialização sustentável em países em desenvolvimento (“leapfrogging”).

O estudo conclui que a Indústria 4.0 tem potencial para produzir formas inovadoras de enfrentar os desafios globais; porém, adverte que os seus limites e riscos para o desenvolvimento sustentável devem ser melhor compreendidos.

Na publicação, são identificadas oportunidades como a poupança de energia da fabricação interconectada e o efeito multiplicador do uso das tecnologias de informação e comunicação, e são identificados dois objetivos que podem vir a beneficiar mais com estas ações: o SDG 7 (Energia acessível e limpa) e o SDG 9 (Indústria, inovação e infra-estrutura).

Finalmente, são feitas recomendações: que os países forneçam condições-quadro adequadas para a inovação enquanto protegem os padrões existentes; que os governos sejam mais ágeis na adoção de políticas que protejam os cidadãos e o meio ambiente contra potenciais impactos adversos; e que os decisores em todos os níveis adotem políticas para prevenir impactos adversos na igualdade.

Consultar o relatório completo

Fonte: IISD