As Tecnologias Quânticas constituem um grupo de tecnologias disruptivas que permitem desenvolver computação de muito alto desempenho, comunicações à prova de escutas, ou sensores com nível de precisão anteriormente inalcançável com tecnologias clássicas.  

A Comissão Europeia declarou as Tecnologias Quânticas uma área estratégica, tendo lançado, em Outubro de 2018, a Quantum Flagship, um programa de 10 anos com um orçamento de mais de mil milhões de euros, com o propósito de tornar a indústria europeia líder nesta área emergente. No mesmo âmbito, um consórcio integrado pelo Instituto de Telecomunicações encontra-se a desenvolver um projecto europeu no montante de 13 Milhões de euros para construir o primeiro protótipo da Internet Quântica.

O seminário “Quantum Technologies meet Industry” organizado pela COTEC Portugal e a Universidade de Lisboa teve o propósito de discutir possíveis aplicações das Tecnologias Quânticas nas empresas. Por exemplo, as Tecnologias Quânticas são uma solução – já disponível no mercado – que oferece o melhor nível de privacidade em comunicações cifradas, e para além disso apresentam grande potencial para a resolução mais rápida de problemas de optimização complexos, por exemplo na área logística, e para algoritmos de machine learning de alto desempenho.

Na mesma sessão foi enunciado um programa de estágios em empresas para estudantes universitários com o objectivo de explorar potenciais aplicações das Tecnologias Quânticas para resolver problemas nas empresas.

 “As tecnologias quânticas da informação poderão revolucionar a sociedade da informação, e as empresas tecnológicas portuguesas devem estar atentas aos respectivos desenvolvimentos, que estão a progredir muito depressa. São ainda tecnologias muito incipientes, mas: hoje é cedo… amanhã é tarde. Este programa de estágios que estamos a lançar permitirá a transferência de conhecimento de ponta para as empresas portuguesas.” – Yasser Omar, Professor Universidade de Lisboa