Na abertura do Portugal Digital Summit, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, considerou que “A digitalização da economia não é uma escolha que podemos fazer ou não fazer. Está a acontecer, é uma revolução que está a mudar todos os sectores da economia. Ou a abraçamos e estamos na linha da frente ou nos deixamos levar e somos arrastados, vendo as nossas empresas ficarem para trás”

 

Para o Ministro, “o desafio da digitalização é o de chegar a todos os sectores e a todo o ciclo de vida dos produtos”, incluindo turismo, moda, setor automóvel, agricultura e agro-alimentar. Para que as empresas estejam um passo à frente na digitalização, Caldeira Cabral prometeu novos apoios para digitalização para pequenas e médias empresas, considerando que “o mundo digital tem de puxar pelo mundo empresarial”.

Também Luís Castro Henriques, Presidente da AICEP, participou no Portugal Digital Summit, considerando que “o comércio eletrónico deve ser uma prioridade para as empresas que se querem afirmar internacionalmente” e dando a conhecer o e-commerce cross border vai triplicar até 2021, dos 300 mil milhões de dólares para os 900 mil milhões, com um total de 900 milhões de consumidores internacionais online (45% do total de consumidores online). Para estimular a digitalização a AICEP, em parceria com a ACEPI, lançou o programa “Norte Digital”, que irá desenvolver cerda de 50 projetos piloto de PME do Norte do país, apoiando a presença digital dessas empresas.

 

Fonte: Dinheiro Vivo